domingo, 29 de novembro de 2009

Aumento do colesterol e triglicérides: o que causa e como evitar?

"O consumo exagerado de alimentos ricos em colesterol (carnes gordas, leite integral, queijos amarelos, bacon, manteiga, banha) pode fazer os níveis de colesterol aumentarem. Além disso, o excesso de peso pode fazer os níveis de colesterol e triglicérides subirem. Mulheres tendem a ter um aumento do colesterol após a menopausa. Finalmente, fatores genéticos podem ser responsáveis pelo aumento do colesterol em algumas pessoas, principalmente se houverem várias pessoas na mesma família com esse problema."

"A causa mais comum do aumento de triglicérides é a obesidade. Lembre que os triglicérides são a forma na qual a energia em excesso é armazenada no corpo humano. A gordura do corpo é composta na sua grande maioria por triglicérides. Portanto, quanto mais acima do peso um indivíduo, maiores seus níveis de triglicérides. Freqüentemente, pessoas obesas apresentam triglicérides elevados, HDL-colesterol baixo, glicemias alteradas (ou diabetes) e/ou pressão alta; é a chamada síndrome metabólica. O consumo exagerado de carboidratos ou açúcar pode aumentar os triglicérides também. Além disso, o consumo de grandes quantidades de álcool também pode elevar os triglicérides. Outras causas de aumento dos triglicérides, que devem ser pesquisadas em todos os pacientes, são: o hipotireoidismo, o diabetes mellitus descontrolado, algumas doenças do rim (síndrome nefrótica) e alguns distúrbios genéticos (hipertrigliceridemia familiar). Em mulheres, uma causa comum do aumento de triglicérides é o uso de estrógenos por via oral, seja como pílulas anticoncepcionais ou como tratamento da menopausa (reposição hormonal); se os triglicérides estiverem muito aumentados nessa situação, pode ser necessário o uso de estrógenos por outra via que não a oral (injetável, adesivos, cremes ou vaginal). Várias medicações também podem aumentar os triglicérides, dentre elas: diuréticos, beta-bloqueadores, corticóides, anti-psicóticos e medicações contra o vírus HIV."

Para mudar esse quadro de elevação nos níveis do colesterol e triglicérides é necessário que o indivíduo se comprometa a mudar seus hábitos alimentares, bem como no seu estilo de vida. Devem, principalmente, diminuir o consumo de gordura total e gorduras saturadas. "Gorduras saturadas são aquelas que se tornam endurecidas à temperatura ambiente, e são encontradas principalmente em alimentos de origem animal (exemplo: carne, manteiga, leite, queijo), mas também podem ser encontradas em produtos vegetais como: óleo de coco, manteiga de cacau e margarina. O consumo de gorduras saturadas deve ser reduzido ao mínimo. O paciente deve dar preferência ao consumo de gorduras poli-insaturadas (óleos vegetais, óleo de milho, óleo de soja) ou mono-insaturadas (nozes, abacate, óleo de oliva). Em alimentos industrializados, o rótulo do produto traz informações sobre a sua quantidade de gordura saturada, mono-insaturada e poli-insaturada."

Dicas para reduzir o colesterol:
- Substitua os molhos gordurosos, manteiga ou margarina por ervas e pimentas ao temperar os alimentos
- Evite fritar os vegetais. Ao invés disso, de preferência a cozinhá-los em água quente ou vapor.
- Ao comer carnes, escolhas suas partes magras e remova a gordura antes de cozinhar.
- No caso do frango, retire a sua pele.
- No lugar de fritar, dê preferência a grelhar ou assar peixe, carne e frango.
- Evitar a ingestão de proteínas animais, quando ingeridas optar pelas carnes brancas, com menor teor de gorduras ruins e consumir junto a elas cereais integrais, leguminosas, hortaliças e frutas.
- Fazer o uso de produtos integrais (pães, arroz, macarrão, farinhas) ao invés de produtos refinados (arroz, pão, macarrão e farinha brancos).
- Observar sempre o rótulo dos alimentos, prestando atenção no teor de colesterol e gorduras trans e saturadas (gorduras ruins).
- Atividade física (fundamental para uma vida saudável e para prevenção de doenças).
- Consumir aveia diariamente – O farelo de aveia é o alimento mais rico em fibras solúveis e pode, portanto, diminuir moderadamente o colesterol sanguíneo.
- Consumir linhaça – a linhaça também oferece benefícios para saúde cardiovascular, pois é fonte importante de ômega 3 e de lignanas, uma classe de fitoestrógenos. A linhaça é a semente oleaginosa que possui o maior teor de ácido alfa-linolênico (57%), enquanto seu teor de lignana é 800 vezes maior do que em outros 66 alimentos vegetais avaliados.



Fonte: http://www.portalendocrino.com.br/doencas_colesterol.shtml


Postado por: Débora C. Lima Barbosa

Um comentário:

  1. minha mãe esta com todos esses sintomas e esta vivendo a base de verduras oq ela deve fazer...não pode comer nada em especie alguma...

    ResponderExcluir